Deixar o país

Muitas das vezes eu tenho sido supreendido por perguntas como: Você que viaja muito nunca teve vondade de deixar o país e Morar Fora?

É curioso e ao mesmo tempo sempre que deparo com perguntas desse tipo, na verdade não tenho uma resposta pronta já que Morar fora não é o mesmo que turistar.

Quando estamos de turismo num país, estamos inserido numa vibe completamente diferente de estar morando naquele lugar que estamos visitando. E aí que muitos não entende, turistar difere de morar, já que nossa obrigação é única de divertir, aproveitar ao máximo o lugar escolhido. Enquanto que morar implica uma série de fatores: Permissão de residência, casa, emprego e etc.

A diferença não está apenas na parte burocrática ou financeira, a sutileza se encontra na questão socio-psicológica. O turista sempre será bem vindo, já  que o mesmo traz e faz muitas das vez a economia local girar, sendo assim, sempre terá o sentimento do mundo, o desapego convive com a sensação  do encantamento momentâneo.

O turista se enamora e desencanta com a mesma velocidade  que durar a viagem. Turistar  é uma delícia, se fôr com dinheiro, melhor ainda.

Mas voltando a pergunta, vejo que morar requer muito mais de um planejamento que uma viagem, muitas das vez é uma viagem sem data de retorno ou mesmo para alguns sem volta.

Lembre-se, enquanto o turista tem um prazo de estadia de 3 meses em muitos países, quem decide morar fora terá que ter um permissão de residência e é aí que tudo muda, passamos de pessoa despreocupada tendo apenas o lazer e a diversão como obrigação, a ter uma sucessão de coisas que não estavamos acostumadas.

Papeladas, ida ao departamento de policia e órgãos de imigração. Abrir conta, buscar casas e  trabalho num país diferente do qual estava acostumado. Sem contar a questão de adaptação cultural e climatica.

Sim já tive e tenho vontade de mora fora principalmente na Espanha, se alguém deseja Morar na Espanha e não sabe por onde começar eu aconselho a visitar e conhecer: Morar na Espanha, clicando aqui.